Em minhas veias

Já não sei recitar poesias do passado. Elas ficaram tanto tempo preso na minha garganta que cauterizaram em minha voz e ainda assim pulsam em minhas veias.
I no longer know how to recite poems from the past. They’ve been stuck in my throat for so long that they seared in my voice and still vibrate into my veins.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s