Poesia

Aqui é onde quero reunir a todos os meus versos.

Vermeer – carta de amor.

Aqueles mais antigos, aqueles mas sentidos.

Aqueles versos que são versos urgidos.

Que saem latentes e saem latidos

Que saem da alma porque são só

uns versos de amor, mas

são os meus versos escritos.



Literature



Top Blogs